• Susana de Sousa

A Lua Nova da Consciência


A Lua Nova de 7 de Setembro (01h53 em Portugal) ativa a última das 64 portas, marcando assim o início do ciclo lunar através do fim. Mas como nos diz a porta anterior (63), “na espiral da vida, todos os fins são começos”. E não será por acaso que estas duas portas são oposições na Mandala.


Enquanto o Sol e a Lua ativam a porta 64 (pressão para o processo colectivo abstracto), a Terra está do lado oposto, na porta 63 (pressão para o processo colectivo lógico). De um lado surge a pressão para resolver a confusão e querer perceber o passado. Do outro, as dúvidas despontam, para nos encaminhar para respostas lógicas que nos permitam avançar na direção de um futuro mais seguro e previsível.


Estamos no domínio da intelectualidade, da inspiração, das grandes questões que fazem mover o mundo na busca de um sentido. Estamos no domínio da Consciência.



O que é que isto quer dizer para ti?


Reflecte por momentos... Estamos no Centro da Cabeça, onde a pressão para encontrar sentido, respostas e claridade nos pode conduzir a alguma sabedoria que nos traga a oportunidade de vivenciar o potencial máximo de sermos humanos.


Estamos a preparar-nos para um ciclo lunar de sabedoria, crescimento e aprendizagens, no qual, para transitar para algo novo, pode ser necessário concluir ciclos.


Antes da conclusão, há um período de confusão. Podem surgir imagens dispersas, sonhos e visões, memórias que não encontram um lugar no puzzle, emoções relacionadas com as experiências que tivemos no passado. O que mais desejamos é colocar um ponto final na história e poder ter uma visão global dos acontecimentos.


Eu, por exemplo, continuo à procura de sentido da minha história com a cigarra.


Um dos temas que pode surgir é “relacionamentos do passado”. O que resultou? O que trazemos como aprendizagem? Que oportunidades podemos construir usando as experiências de vida que acumulámos?


Esta lunação traz-nos “a certeza de que a confusão é um processo que resulta em realização.” Ufa, que bom! Temos uma Lua convicta. Mas ainda assim é melhor não criar expectativas, pois quando lidamos com os processos experienciais (circuito abstracto) é melhor que nos entreguemos nas mãos do Destino (como nos ensinou a última Lua Cheia – e lá estou eu a ser levada para o passado!).


Na semana seguinte, o Sol irá ativar a porta do outro lado do canal (a porta 47), o que aumenta a probabilidade de encontrarmos a compreensão. Duas portas do mesmo canal a serem ativadas de seguida? Só acontece aqui, no Canal da Abstração, onde os mistérios são alimento para as imaginações mais férteis.




Estamos numa linha 4, pelo que o processo mental de busca de claridade pode conduzir a oportunidades que beneficiem a nossa rede, ou pode ser feito em equipa. Se o sentido surgir, podemos influenciar e inspirar aqueles que connosco partilham o processo experiencial.


A Lua Cheia de 21 de Setembro vai manifestar este processo, ativando a porta da Crise. Deixo aqui um alerta: a Mente não é NUNCA a nossa Autoridade para a tomada de decisões.


Palavras-chave da linha 4: oportunista, externalização, amizade, abdicação, recursos humanos, influência, simpatia, fadiga, rede de relacionamentos



O Canal do Carisma


De 5 de setembro a 18 de janeiro iremos ser condicionados pelo Canal do Carisma, ativado pelos nodos lunares. Será um período interessante para nos sintonizarmos com a energia que vai entrar em 2027 (Cruz da Fénix Adormecida) e que traz este canal ativado.


O Canal do Carisma é uma das maiores forças de manifestação, pois conecta a energia do Centro Sacral, através do poder bruto da porta 34, ao Centro da Garganta, para que se expresse no agora (porta 20).


Toda a energia do gráfico quer chegar à Garganta, o centro de Manifestação, pois é aí que tudo ganha forma. Diz-se que as coisas só existem quando as nomeamos. É no Centro da Garganta que o potencial humano se transforma em algo concreto, e que se constrói o mundo (todas as portas deste centro fazem parte do Quarto da Civilização, onde o propósito é cumprido através do movimento do espírito na forma).


Com o Canal do Carisma, a energia de criação, a força vital, chega à Garganta num pulso. É força bruta a querer expressar-se, seja para dizer algo impactante, seja para construir algum aspecto da civilização.


E com acesso direto a essa energia, qual será a tendência do ser humano? Expressão e ação puras no agora, sem respeitar a verdade individual e o timming de cada um.


Geradores podem sentir dificuldade em esperar para responder à Vida; Projectores em aguardar o convite e em perceber que estão a trabalhar demasiado; Manifestadores podem sentir que têm mais energia disponível para trabalhar e ficarem drenados; Reflectores podem sentir tudo isto e ainda amplificar a energia das pessoas à sua volta, sentindo o desapontamento de perceber o quão estão todos fora de alinhamento.


Podes começar a observar como usas a tua energia. Demasiada ocupação? Percebes que estás mais auto-absorvida(o) a fazer as tuas coisas? Um pouco mais egoísta? Mais focada(o) na tua sobrevivência e nas atividades que te trazem satisfação no agora, sem pensar no futuro? A falar e a agir sem respeitar a tua essência?


E as pessoas à tua volta? Percebes como todos estão mais ocupados e sem tempo disponível?


Se tens o Centro Sacral indefinido, este trânsito pode levar-te a querer produzir mais e deixar-te com desgaste energético, pelo que é muito importante que observes a tua Estratégia de Vida e Autoridade.


Se tens definição bipartida e a porta 20 ou a porta 34 unem o teu split, observa bem a forma como usas o teu poder no agora. Caso tenhas Autoridade Emocional, lembra-te que não deves tomar decisões de forma espontânea.


Durante estes cinco meses, a Melancolia pode fazer-se sentir com mais intensidade. Sabes como lidar com ela? Podes ver como neste artigo.


Os trânsitos não são negativos e até podem ser aproveitados de forma muito enriquecedora. A forma como lidamos com eles, devido ao nosso desconhecimento da mecânica, é que pode levar a comportamentos que nos coloquem fora de alinhamento.


Se seguirmos Estratégia de Vida e Autoridade, este trânsito pode ser muito empoderador, preenchendo-nos com a satisfação pura de produzir resultados, de fazer o que amamos e de manifestar a nossa sabedoria de forma carismática.



Confiar na Consciência


Esta lunação traz-nos a oportunidade de compreender os mistérios e de ver o caminho que nos empodera a agir no agora, com uma consciência mais equilibrada, graciosa e madura em relação aos sentimentos e ao passado.


A contemplação pode conduzir à sabedoria, ancorando-nos numa forma mais segura e saudável de interdependência, em que a abertura à intimidade pode ser transformadora e gerar nova vida.


Em receptividade pura, de forma natural, podemos chegar ao conhecimento e à compreensão. Sem forçar... apenas deixando de causar resistência ao nosso magnetismo interno.


Permitir que a Vida conduza... este é o desafio, agora e sempre.


A Lua ficará cheia numa linha 6, onde o tema da confiança é sempre uma das mais importantes chaves. Para mim, conseguir confiar na Vida tem sido a maior dádiva do Human Design.


No audiolivro "A Maçã Dourada" podes encontrar mais informação sobre este processo de confiar na vida, bem como sobre as mudanças que irão ocorrer em 2027:


>>> A Maçã Dourada


Desejo-te uma excelente e mágica lunação!



* a Mandala e o Rave Bodygraph são marca registada da Jovian Archive.

 

>> Subscreve aqui a newsletter do YourSELFStory para receber conteúdos exclusivos.

O que dizem desta newsletter:

"Cada newsletter é sempre uma boa surpresa e escrita numa linguagem doce e maravilhosa que nos enche a alma."

“Tanta LUZ!”

"Ler esta newsletter é um bálsamo para a alma e um elixir de renovação para o coração!"

“Espectacular!”

“Obrigada por seres este veículo de descoberta e autoconhecimento.”

“Wow! Adorei!”

“Susana, todas as suas mensagens vêm mesmo no momento certo.”

“Emocionante.”

“Estás a funcionar como um despertador!”

“Lindo!”

73 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo