• Susana de Sousa

A Lua Nova das ligações verdadeiras


Ao olhar para a lunação que acontece a 13 de Janeiro de 2021 pela ótica do Human Design, vemos que a primeira Lua Nova do ano não marca propriamente um novo início. Ainda estamos a lidar com o ciclo de 2020, mais precisamente com o tema da Verdade Interna que tem vindo a ser trabalhado com Plutão, Saturno e Júpiter na porta 61.


Plutão ainda lá está... e consigo vê-lo com um ar misterioso a receber o Sol e a Lua para uma conversa íntima e profunda, capaz de transformar o consciente e o inconsciente, a razão e a emoção, a luz e as trevas.


A esta transformação não podemos escapar. É daquelas que se torna mais fácil se nos rendermos. Ninguém pode fazer frente ao Senhor do Submundo.


O que nos é pedido?


Sol e Lua encontram-se precisamente na mesma ativação em que se encontravam Plutão e Saturno a 12 de Janeiro de 2020 e Plutão e Júpiter a 20 de Novembro de 2020: na porta 61.3.



Vou repetir o que escrevi na análise dos trânsitos de Júpiter e Plutão:


“É-nos pedido que nos adaptemos à necessidade de interdependência. A verdade não consegue estar sozinha. Tem de ser actualizada através da nossa capacidade de criar relacionamentos, para que possamos garantir um ambiente estável. Quando colaboramos uns com os outros, em vez de nos mantermos numa postura de separação, temos mais acesso ao saber.”


A Lua e o Sol vêm propor um mergulho na nossa Verdade Interna, mas desta vez seremos puxados para o aspecto mais positivo desta busca. Ou seja, já não nos vamos sentir tão impacientes com os outros, podendo mesmo encontrar relações que nos permitam sustentar a nossa Verdade. O caminho é a interdependência, e para isso devemos nortear-nos pela empatia, aceitação, integração e compaixão.


Teremos a capacidade de adaptação necessária para fazer uma verdadeira descoberta, com a Terra a oferecer pistas para encontrarmos aqueles detalhes preciosos e geniais que nos permitam actualizar a nossa Verdade.


Perder um detalhe pode ser muito significativo, por isso foco e atenção neste ciclo lunar é chave para conseguirmos aceder ao verdadeiro conhecimento.


Aliás, precisamente há um ano, quando ocorreu a primeira das 5 conjunções fulcrais de 2020 (a de Saturno-Plutão), tínhamos o Canal da Concentração ativado. Isso diz-nos que todo este processo de procura da nossa Verdade Interna foi determinado por uma necessidade lógica de encontrar padrões que nos permitam alcançar segurança no futuro.


A Verdade só pode ser alcançada de forma individual, mas o modo como a vamos trazer ao mundo pode muito bem contribuir para construirmos um futuro melhor. E a Lua sublinha que chegou o momento de unir esforços.


Podes pegar na tua Verdade e procurar criar relações que a tragam efectivamente ao mundo. Deves no entanto ter a consciência de que esse processo vai ser por tentativa e erro, sem caíres no pessimismo quando vires que a interdependência tem os seus custos.


Aprender com os erros é importante nesta fase. Vamos também poder observar os erros dos outros à nossa volta. Pessoas a lutar para serem incluídas em processos materiais, de poder, de controlo, por vezes com muita violência. O ego, o egoísmo, pessoas em posição de influência, o quebrar de ligações e o iniciar de novas ligações para prover as necessidades comuns. Rejeição, exclusão, decadência, falta de recursos… o panorama colectivo desta realidade a que os hindus chamam Maya não se vai mostrar muito favorável.



Uma grande possibilidade é que ao longo de 2020 tenhas acedido a uma Verdade mística. Que tenhas captado algo esotérico ou que tenhas sentido uma maior atração por conhecimento oculto: que tenhas ido além da Maya.


O desejo de investigar acerca dos “mundos invisíveis”, de outras realidades e dimensões da existência, pode ter-te conduzido a uma nova visão acerca de ti e da Vida, uma visão que te tenha revelado que o mundo em que vives é de facto… uma ilusão.


Quando o mundo ficou em suspenso, essas outras realidades tornaram-se mais acessíveis, cumprindo assim o propósito de um Programa Maior.


Na próxima Lua Cheia veremos o que sucede nessa dinâmica, mas para já seria interessante olharmos para a nossa relação com aquilo que é a nossa Verdade Interna, um processo que temos vindo a desenvolver ao longo de 2020.


Resoluções de ano novo podem ficar em standby… até porque, segundo o Human Design, o novo ano só tem início no dia 22 de Janeiro, quando o Sol entra na porta 41: o início de um novo ciclo de experiências.


E se a porta 41 marca o início de um novo ciclo, temos 2 importantes ciclos a celebrar:


29 de Dezembro 2020 – Júpiter entrou na porta 41

4 de Janeiro 2021 – Saturno entrou na porta 41


Sempre que um planeta passa por esta porta, cria-se um novo ciclo na forma como experienciamos esse planeta. O que é curioso é que Saturno e Júpiter fizeram a passagem poucos dias depois da famosa conjunção, que muitas pessoas consideram que foi o início da Nova Era ou Era de Aquário.


Em 2027 será Plutão fazer o mesmo movimento. Talvez a Nova Era precise de tempo (Saturno) e lei (Júpiter) para se ancorar na Terra, até que a verdade transformadora (Plutão) se possa revelar.


O que vai ser o futuro? Na visão que tive e que partilho no audiolivro “A Maçã Dourada”, algo totalmente novo vai “descer” ao mundo. Contudo, só com uma verdadeira Prova de Iniciação, com uma jornada espiritual, é que podemos colher os frutos dourados que a Vida tem para nos oferecer.


Mas voltando à Lua Nova, que é o tema deste artigo, lembra-te que as convulsões do mundo não são experienciadas pelos sábios que reconhecem que o mundo é ilusório.


Apenas importa a Verdade a que cada indivíduo pode ter acesso. O que fazer com ela? Se já conheces a tua Estratégia e Autoridade, tens a resposta!


Lembra-te que conhecer os trânsitos é apenas benéfico se os mantivermos como linha condutora. Vou dar um exemplo: com os trânsitos a fazerem pressão na Verdade Interna, o meu Centro da Cabeça aberto recebeu um influxo de novos conhecimentos, visões e energias subtis, mas eu apenas trouxe à forma aqueles que a minha Estratégia e Autoridade me indicaram (explico como no audiolivro “A Maçã Dourada”,).


O facto de saber que em mim havia essa ativação permitiu-me relaxar quando sentia a cabeça cansada. Fiz mais meditação e estive muitas vezes em silêncio.


Este trânsito mental afectou-me muito mais do que as ativações no Centro da Raiz, pois tenho a Raiz Definida. No entanto, vejo que as pessoas com Raiz Indefinida em meu redor estão a ser sujeitas a uma pressão exagerada, que se manifesta num mal-estar físico, em ansiedade e em estados depressivos.


Tempos difíceis? Sim, mas com um potencial enorme para quem quer confrontar as suas próprias ilusões e despertar para a realidade essencial da sua Verdade Interna. É essa Verdade que nos irá permitir construir um mundo melhor.



Já conheces a tua Estratégia de Vida e Autoridade?


A jornada através do sistema de Human Design começa com uma sessão que te desvenda a base daquilo que é a tua essência, oferecendo-te uma fórmula mágica que te permite tomar as decisões corretas para o teu Ser.


Essa fórmula mágica é a tua Estratégia de Vida e Autoridade. Podes conhecê-la na tua primeira Análise Individual e treiná-la nas Análises de Ciclos, até adquirires a mestria que te irá permitir viver em alinhamento com a tua Verdade Interna. Sabe mais aqui: >>> O Caminho das Estrelas - a tua jornada com o Human Design

👑 Viaja comigo nas histórias! 🍄 ✨✨✨✨✨✨✨✨✨✨✨✨

>> Subscreve aqui a newsletter do YourSELFstory para receber conteúdos exclusivos.


O que dizem desta newsletter:


“Espectacular!”

“Obrigada por seres este veículo de descoberta e autoconhecimento.”

“Wow! Adorei!”

“Susana, todas as suas mensagens vêm mesmo no momento certo.”

“Emocionante.” “Tanta LUZ!”

Estás a funcionar como um despertador!”

“Lindo!”

69 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo