• Susana de Sousa

Estratégia de Vida e Autoridade no Human Design

“Segue a tua Estratégia de Vida e Autoridade” - esta é a expressão que mais ouvimos numa Análise de Human Design. É a chave. É o caminho. É a fórmula mágica.


No entanto, quando entramos na jornada, o que mais nos apetece é explorar o conhecimento. O que quer dizer aquele símbolo e aquele número? O que significa aquele canal? O que acontece quando recebo as influências de novos trânsitos?


É fácil perdermo-nos no Sistema de Human Design. A sua profundidade é demasiado sedutora. Estamos a falar de um sistema que é composto por uma síntese de 4 grandes sistemas esotéricos (I-Ching, Astrologia, sistema de Chakras hindu e Cabala judaica), sustentado por ciências modernas como a Mecânica Quântica, a Astronomia, a Genética e a Bioquímica.


Imagina que encontras as ruínas de uma civilização perdida no fundo do oceano. Começas a explorar cada edifício e os tesouros nunca acabam. Cada estátua, cada arcada, cada utensílio, te remete para a vida imaginária de um povo que já existiu. Se avançares na direção de mais uma porta, poderás encontrar tanto conhecimento sobre essa civilização que quando regressares à superfície serás um autêntico mestre. Saberás tudo acerca daqueles que habitaram o local submerso.


E, assim, naqueles momentos em que precisas de vir à superfície para respirar, tu resistes, pois preferes continuar a tua exploração.


O tempo lá em baixo passa de forma diferente, tal como acontecia no País das Fadas dos contos celtas. Se não vens depressa, quando regressares à superfície já não encontras nada do que te conferia identidade e direção.


Para mim, o Human Design é o trazer à superfície esse conhecimento oculto, mas sem perder o que realmente importa: a nossa verdade individual.


E aí entra a Estratégia de Vida e Autoridade: a fórmula que permite a cada um de nós viver a sua vida sem encontrar resistência. A fórmula que nos ajuda a desenvolver o nosso potencial máximo.


Por muito interessante que possa ser o tesouro submerso, nada disso importa se nos perdermos de nós mesmos. A fórmula mantém-nos no rumo certo!



Da complexidade do Ser


Para cada pessoa, esta fórmula é individual e única. Embora existam apenas 4 formas de Estratégia (uma para cada Tipo) e 8 formas de Autoridade, a fórmula apenas resulta em pleno quando se faz uma análise holística. É preciso ter em consideração outros aspectos da pessoa, como o Perfil e a Definição.


"A sessão ressoou de forma tão profunda... como se todas as minhas células estivessem a bater palmas! Afinal, estavam a reconhecer informações valiosas sobre a minha personalidade, as minhas formas de agir e sentir, de interagir com os outros e com o mundo, sobre a minha autoridade, os meus ciclos...tanta coisa! Uma abordagem muito ampla. Pude validar aspectos em mim, conhecer outros e sobretudo descobrir como viver mais alinhada e sempre com a empatia, simpatia e melodia da Susana!" Rute Cabrita


Uma análise de Human Design toca muito além da pele. As palavras usadas por um analista são como chaves mágicas, que ressoam a nível celular, trazendo a pessoa para a frequência correta.


Assim, mais do que a apetecível informação sobre quem és (os tais tesouros que recolhes no fundo do oceano), importa agarrar a corda que te liga à superfície, para que possas vir respirar e sentir na pele a luz do Sol.


O analista de Human Design ajuda-te a segurar a corda e mostra-te quais os tesouros que vale a pena trazer.


"Fiquei a conhecer-me melhor, trazendo alguma paz e tranquilidade (é sempre bom sabermos o que fazer!). Espero continuar a utilizar as ferramentas desta aprendizagem porque me traz muita satisfação." Celeste Gomes



Saber dançar com a Vida


Chegamos ao mundo sem saber andar, mas a verdade é que já sabemos dançar com a Vida!


Uma criança do Tipo Projector com Autoridade Esplénica sabe que tem de ser convidada para a brincadeira e avançar apenas quando é saudável para si, mas quando chega a casa e os pais perguntam por que motivo não foi interagir com os outros meninos, o pequeno Projector abandona o seu modo natural de ação. Quando se torna adulto, é o que mais se movimenta para tomar iniciativas e mostrar resultados. Ignora a intuição e, claro, fica doente.


O Tipo é determinado pela qualidade da Aura (falo dos 4 tipos de auras neste artigo). Os 4 tipos são: Gerador, Projector, Manifestador e Reflector. Para cada um, há uma Estratégia específica.





Gerador


Que dança me puxa para a Vida? Uma dança que me permite estar atento a cada estímulo e pôr a minha energia na pista de dança quando o meu centro de vitalidade irradia, permitindo-me sentir satisfação plena. Produzo Vida a cada movimento e abro-me à plenitude de estímulos sonoros, tácteis, olfactivos e visuais que encontro na pista de dança. Tenho energia para dançar de manhã à noite, mas só quando danço as coreografias corretas para mim. Sei que a Dança que crio com a Vida é uma obra pulsante, viva, criativa.


Projector


Que tipo de dança sou convidado a dançar com a Vida? Uma dança que me permite guiar os outros com sabedoria, sempre que sinto que há reconhecimento. Idealmente, uma dança a dois, onde posso colocar o meu foco no outro e absorver a sua beleza. Sei que só posso entrar em certas danças através de um convite, e que tenho de ser selectivo. Não tenho energia para muitas danças, mas as que me chamam são um sucesso.


Manifestador


Que dança quero que a Vida dance comigo? Uma dança que me permita ser livre para dançar à minha maneira e para iniciar os outros, impactando-os com o poder dos meus movimentos. E para ter o caminho livre, basta-me informar os outros dançarinos acerca dos meus movimentos. Tarefa nada fácil, mas muito recompensadora. Idealmente, crio uma coreografia e deixo-os a dançar, ficando em paz com a expressividade das danças que iniciei.


Refletor


Que danças observo na Vida? Danças que me permitem avaliar a correção das coreografias e ser surpreendido pela sua beleza. Torno-me uno com todos os dançarinos e um dia sei que serei também uno com a própria Dança. O meu movimento não é determinado por mim, mas pela magia dos ciclos da Lua. Nessas danças múltiplas e surpreendentes, descubro quem são os dançarinos verdadeiros.



"A Susana é um tesouro simbólico, uma mágica facilitadora ao lugar interior. Tive a oportunidade de fazer consigo a sua leitura do retorno Solar e foi um enorme prazer poder escutá-la através do seu olhar simples, claro e nada impositivo sobre o meu caminho. Aprecio e recomendo com total confiança o seu trabalho. Obrigada querida Susana. Que a linguagem simbólica continue a encontrar-nos rumo a esse novo Mundo que com tanta beleza e profundidade generosamente partilhas connosco. Profundamente grata." Susana Cristina


O Perfil


Qualquer um destes Tipos tem os seus desafios específicos, e o que vai determinar o seu movimento na pista de dança é o seu processo de tomada de decisão. Um Gerador com autoridade Sacral pode decidir entrar na dança no momento, mas um Gerador com autoridade emocional terá de esperar para sentir se deve entrar.


Já a forma como se apresentam na dança vai depender do seu Perfil. Como o Perfil é uma dualidade, ou seja, cada um de nós possui 2 linhas com temas diferentes (um consciente e um inconsciente), há uma dinâmica muito interessante que resulta em 12 Perfis.


Os temas das linhas dos Perfis são 6, e seguindo a analogia da Dança da Vida, deixo aqui um breve resumo:


Linha 1 (Investigador)


Com modéstia, procuro dançar sozinho e investigar cada movimento em profundidade até encontrar uma base que me permita sentir seguro. Dizem que sou introspectivo.


Linha 2 (Eremita)


Com o meu talento (que não vejo), danço escondido até que alguém me chame para brilhar na dança. Dizem que sou um génio natural.


Linha 3 (Mártir)


Adaptável e resiliente, estou sempre a esbarrar noutros dançarinos e a descobrir o que não funciona na dança. Dizem que sou um descobridor.


Linha 4 (Oportunista)


Só gosto de dançar com amigos e aproveito a oportunidade para lhes transmitir algumas mensagens importantes. Dizem que sou influente.


Linha 5 (Herege)


Acabo sempre a dançar com estranhos que se deixam seduzir por mim e aproveito para lhes dar umas dicas muito práticas. Dizem que sou um salvador.


Linha 6 (Modelo)


Observo a dança e o que há para além dela, vendo o que os outros não vêem. Dizem que sou um exemplo.



Sabias que Albert Einstein era um Investigador/Oportunista? Investigou em profundidade e transmitiu com influência as suas teorias.


Ra Uru Hu, o criador do Sistema de Human Design, era um Herege/Investigador. Trouxe ao mundo um conhecimento muito prático e sedutor, que pode ser uma salvação para muitos, e investigou a fundo o seu próprio sistema até sentir que tinha uma base segura.


Já Mahatma Gandhi era um Modelo/Eremita. Foi e ainda é um exemplo para muitos.


"Não tens ideia (mas não tens mesmo😉) de como são certeiras as tuas palavras. Se dúvidas tivesse sobre esta ferramenta - Human Design - com a tua leitura ficava rendida. As analogias com a astrologia, com os Planetas fizeram-me todo o sentido. Ver a materialização das possibilidades de que falas, no meu dia a dia, tem sido mágico,no mínimo." Fátima Damas


Descobre quem és


Será o momento de também tu descobrires qual a tua forma de Dançar com a Vida? Eu descobri que devo responder aos estímulos da Vida para poder entrar na Dança, e confirmar com o meu Sacral se é correto entrar nesse ciclo. Terá um propósito? Irá alinhar-me com o ritmo da Vida? Poderei dançar sozinha quando me apetece e observar os outros nas suas danças? Um dia serei exemplo para alguém?


A minha fórmula é diferente da tua, por isso apenas posso dar como exemplo a minha história, que podes ler aqui: a canção da alma.

"As respostas não estão lá fora, mas sim dentro de nós. Recomendo esta ferramenta de autoconhecimento sentido e profundo." Ana Paula Barreto


Se ainda não conheces a tua fórmula mágica, descobre como consegui-la aqui:


>>> O Caminho das Estrelas - a tua jornada com o Human Design


* a Mandala e o Rave Bodygraph são marca registada da Jovian Archive



>> Subscreve aqui a newsletter do YourSELFStory para receber conteúdos exclusivos.

O que dizem desta newsletter:

"Cada newsletter é sempre uma boa surpresa e escrita numa linguagem doce e maravilhosa que nos enche a alma."

“Tanta LUZ!”

"Ler esta newsletter é um bálsamo para a alma e um elixir de renovação para o coração!"

“Espectacular!”

“Obrigada por seres este veículo de descoberta e autoconhecimento.”

“Wow! Adorei!”

“Susana, todas as suas mensagens vêm mesmo no momento certo.”

“Emocionante.”

“Estás a funcionar como um despertador!”

“Lindo!”

159 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo