• Susana de Sousa

Human Design - os neutrinos e as estrelas


Em Janeiro de 1987, um homem solitário que vivia numa ruína na ilha de Ibiza teve uma experiência mística. Durante oito dias e oito noites, uma misteriosa “Voz” explicou-lhe como funcionavam os seres humanos, os animais, as plantas e o próprio cosmos.


A informação que este homem recebeu era altamente inovadora, com conhecimentos de Física Quântica, Bioquímica e Genética, embora formasse uma síntese com alguns sistemas bastante antigos, como o I-Ching, a Cabala Judaica, a Astrologia e o sistema de Chakras Hindu. Assim nascia o sistema de Human Design.


Curiosamente, no mês seguinte a esta experiência mística, os cientistas observaram, pela primeira vez a olho nu, uma estrela a explodir. A estrela era cerca de cinco vezes maior do que o nosso Sol e a sua explosão brilhou com o poder de cem milhões de sóis durante vários meses.


O homem era Ra Uru Hu e a estrela ficou conhecida como Supernova 1987A. Estes dois fenómenos parecem não ter nada a ver um com outro. Talvez sejam meras coincidências. Ou talvez não.


Credit: George Sonneborn (Goddard Space Flight Center), Jason Pun (NOAO), the STIS Instrument Definition Team, and NASA/ESA



Quando a estrela morreu, o nosso planeta foi bombardeado por partículas subatómicas: os neutrinos. Durante 14 minutos, recebemos três vezes mais informação subatómica do que era usual.


Estas partículas podem ser vistas como um oceano de energia que emerge do núcleo das estrelas e que envolve tudo o que existe. Os antigos chamavam-lhes chi ou prana.


Hoje já se sabe que essas partículas não são apenas energia: possuem massa. Tendo massa, embora em quantidades muito pequenas, contêm informação, e como são subatómicas, conseguem penetrar em qualquer barreira.


Ra Uru Hu anunciou ao mundo que os neutrinos tinham massa antes da Ciência ter chegado à mesma conclusão. Em 2015, dois cientistas, o canadiano Arthur McDonald e o japonês Takaaki Kajita, receberam o prémio Nobel da Física por descobrirem que os neutrinos mudam as propriedades entre o sítio de produção e o sítio de recepção, pelo que tinham de ter uma massa diferente de zero.


O que é curioso, é que essa observação foi feita no interior da Terra.


“É irónico que para observar o Sol tenhamos de ir uns quilómetros para debaixo da Terra. Não se esperaria que aí fosse o melhor sítio para olhar para o centro do Sol”, Arthur McDonald.


Os neutrinos são as partículas que fisicamente estabelecem a comunicação entre nós e as estrelas.


Vamos ver agora quão profundo e determinante é o trabalho destas misteriosas partículas.



O Desenho e a Personalidade


Segundo o Human Design, em 1781, em simultâneo com a descoberta do planeta Urano, o ser humano sofreu uma mutação e passou a ter nove centros energéticos em vez de sete. A esperança média de vida deixaria de ser medida pelos ciclos de Saturno (cerca de 30 anos) e passaria a ser medida pelo tempo que Urano leva a orbitar o Sol (cerca de 80 anos).


De acordo com este sistema, somos seres duais. Somos compostos por uma parte inconsciente (o nosso Desenho, a nossa forma) e por uma parte consciente (a nossa Personalidade, aquilo que julgamos ser).


São os neutrinos, carregados de informação cósmica, que ativam estas duas partes do nosso ser, programando os dois cristais com que somos imbuídos.


A ativação do Cristal do Desenho (localizado no Centro Ajna) ocorre cerca de 89 dias antes do nascimento, enquanto a ativação do Cristal da Personalidade (localizado no Centro da Cabeça) ocorre no momento exato do nascimento.


O que une estas duas partes? O Monopolo Magnético, um cristal que se localiza na zona do externo e apenas atrai.


O Monopolo Magnético cria a ilusão de que somos partes separadas do Todo. Para sermos inteiros e vivermos de acordo com a nossa verdadeira essência, o nosso Desenho e a nossa Personalidade, Inconsciente e Consciente, têm de aprender a conviver, como num casamento.


A sensação que prevalece em cada ser humano é que esse casamento é forçado. A parte consciente ignora a parte inconsciente, tenta dominá-la e acaba por não viver o terceiro nível: o da união harmoniosa destas duas partes opostas.


O Monopolo Magnético é uma espécie de GPS, que nos guia silenciosamente pela vida. Quando a Personalidade tenta intervir e ser ela a guiar o nosso veículo (a nossa forma), saímos do caminho que nos está a ser traçado e encontramos uma forte resistência.



Eu gosto de imaginar esta dinâmica com a metáfora do teatro. Estamos a ver o que se passa no palco e conseguimos ter uma boa compreensão acerca daquilo que percepcionamos, mas não sabemos o que está a acontecer nos bastidores. Eu já trabalhei em teatro e adorava ficar do lado de trás da cortina a observar o vaivém dos actores, as trocas de cenários, a mudança de figurinos.


A um nível ainda mais invisível aos olhos do espectador, há também muitas coisas que tiveram de ser postas em movimento para que a peça pudesse ser representada naquele dia, naquele local. Há todo um trabalho de preparação artística, técnica e administrativa.


A maior parte das pessoas que assiste a uma peça de teatro não tem consciência do trabalho de bastidores. E isso não tem mal nenhum. Mas se imaginarmos que estamos na nossa própria peça, que é a nossa vida, não seria interessante saber o que se passa? Queremos só ter percepção da ínfima parte que se desenrola no palco? Ou queremos ter acesso a mais?


Se estivermos satisfeitos com o que se desenrola na cena, ótimo. Eu certamente não estava quando me iniciei em processos de autoconhecimento. Ter uma percepção da totalidade ajudou-me a perceber quem sou e, automaticamente, mudou a cena que estava a ser representada no palco da minha vida.


O melhor de tudo é que aprendi que não tenho de fazer nada, a não ser estar relaxada a observar. Eu antes estava aos gritos com os atores, a dar-lhes ordens. Sem saber o que decorria lá atrás, as minhas ordens eram idiotas e faziam os actores andar aos tropeções.




A autoridade é o teu guia


Aprendi com o sistema de Human Design que a mente nunca pode ser uma autoridade para a tomada de decisões. Todos nós temos uma autoridade que temos de reaprender a ouvir, e que difere de pessoa para pessoa.


A nossa aura conecta-nos ao mundo e faz com que o nosso movimento nos leve a cumprir o nosso propósito, mas tendemos a resistir a este fluxo.


O Monopolo Magnético guia-nos pela geometria correta do nosso destino. Personalidade e Desenho apenas precisam de render-se a esta força mágica, que foi determinada desde o nosso nascimento pela impressão dos neutrinos nos cristais que trazemos connosco.


No entanto, tendemos a resistir a este movimento, e a resistência surge quase sempre como uma necessidade de ação motivada pela conversa mental:


- tens de fazer isto pois assim obterás certo resultado e cumprirás as expectativas,


- tens de provar que a tua vida tem valor,


- despacha-te porque se não fizeres isto perdes o barco e não encontras a tua direção,


- agarra isto para te sentires em segurança,


- faz assim agora e tudo ficará bem,


- se os outros têm sucesso desta forma tu também terás,


- se não fizeres assim o que irão pensar de ti,


- evita isto ou irás sentir dor mais uma vez....


Só que a Vida não funciona desta forma e este tipo de conversa mental apenas nos desvitaliza.


A minha estratégia de vida é esperar para responder à vida e devo agir consoante a energia disponível no meu centro Sacral. Mas durante grande parte da minha vida limitei-me a seguir a voz da razão. Sentia-me estúpida se me deixasse guiar pela minha energia instintiva e não percebia porque me sentia tão frustrada com a vida.


Quando encontrei o sistema de Human Design percebi o motivo: a minha satisfação e vitalidade dependem de conseguir responder corretamente através da minha autoridade interna.



Somos feitos de Estrelas


Voltando ao Cosmos... Imagina que entre as Estrelas e o teu Ser existe uma esteira de Luz.


Brilho, energia cósmica que percorre milhares de quilómetros até se dissolver no teu corpo e te ativar.


Os neutrinos carregam o sopro das Estrelas até ti, e pelo caminho são transformados, transformando-te. Isto acontece momento a momento...


Estas pequenas partículas cósmicas operam um maravilhoso trabalho: moldam o mundo, criam movimento, constroem e destroem. São a energia dos Deuses em ação.


E essa mesma energia cria uma impressão que te acompanha desde o nascimento. Uma impressão que é apenas tua, e que marca um momento no tempo e no espaço. Carregas contigo esse momento. És essa energia das Estrelas manifestada aqui e agora.


Tens consciência do quanto contribuis com a tua energia para o Todo? Porque os neutrinos atravessam-te a todo o instante, e trazem também a tua energia, espalhando-a, como se fosse pólen.


Tu fertilizas o mundo com a tua mera existência. E nem precisas de fazer nada para que isso aconteça.


És feito de Estrelas, e crias as Estrelas.


Gostarias de ativar em ti maior consciência deste poder? Lá em cima, no topo da Montanha, é onde a magia acontece.


Vem comigo...


>>> Subir a Montanha




Vídeo do encontro místico do Ra aqui (em inglês).



* a Mandala e o Rave Bodygraph são marca registada da Jovian Archive

 

>> Subscreve aqui a newsletter do YourSELFStory para receber conteúdos exclusivos.

O que dizem desta newsletter:

"Cada newsletter é sempre uma boa surpresa e escrita numa linguagem doce e maravilhosa que nos enche a alma."

“Tanta LUZ!”

"Ler esta newsletter é um bálsamo para a alma e um elixir de renovação para o coração!"

“Espectacular!”

“Obrigada por seres este veículo de descoberta e autoconhecimento.”

“Wow! Adorei!”

“Susana, todas as suas mensagens vêm mesmo no momento certo.”

“Emocionante.”

“Estás a funcionar como um despertador!”

“Lindo!”

56 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo